AGATHA CHRISTIE O CASO DOS DEZ NEGRINHOS PDF

Start your review of O Caso dos Dez Negrinhos Write a review Shelves: fiction , read-in , classics , adult-thriller-mystery , adult-lit , adult , adult-horror There is scarcely any comfort to be found in this book, only an ancient, arcane horror. The story is a vast underwater cavern, where nothing flows and nothing ebbs and all is as dark and still as the grave. Even my most harrowing nightmares would have never conjured such a soul-fearing tale. And Then There Were None was uncomfortable as it lodged itself in the darkest corner of my mind. The questions it asks and the implications it conceals are still twining up my legs like a barbed vine.

Author:Julmaran Jurr
Country:Malawi
Language:English (Spanish)
Genre:Technology
Published (Last):3 May 2016
Pages:114
PDF File Size:19.24 Mb
ePub File Size:3.98 Mb
ISBN:946-6-90611-421-6
Downloads:76766
Price:Free* [*Free Regsitration Required]
Uploader:Bradal



O jantar estava no fim. A comida tinha sido boa e o vinho perfeito. O Juiz Wargrave, amolecido pelo excelente vinho do Porto, dizia coisas espirituosas e causticantes. Armstrong e Tony Marston escutavam-no. Miss Brent palestrava com o Gen. Macarthur; haviam descoberto alguns amigos comuns.

Vera Claythorne fazia perguntas inteligentes ao Sr. De quando em quando seus olhos corriam em volta da mesa, estudando os outros. No centro da mesa redonda, sobre um suporte circular de vidro, viam-se algumas figurinhas de porcelana. Vera inclinou o corpo para a frente. Devem ser os dez negrinhos dos versos infantis. Todos juntaram suas vozes ao coro. Emily Brent e Vera Claythorne olharam uma para a outra e levantaram-se.

Os olhos de Miss Brent fixaram-se nela com surpresa. Emily Brent concordou. E Miss Brent: — A Sra. Oliver teve sorte em conseguir esses dois. E, em voz alta, disse: — Sim, acho que a Sra. Owen teve na verdade muita sorte. Emily Brent tirara da sua bolsa um pequeno trabalho de bordado.

Ia enfiar a agulha quando estacou, perguntando vivamente: — Owen? Foi Owen que disse? Vera arregalou os olhos. A porta abriu-se e os homens entraram. O juiz sentou-se ao lado de Emily Brent. Armstrong acercou-se de Vera.

O Gen. Macarthur ficou de costas para a lareira. Cofiava o bigodinho branco. Com a breca, fora um excelente jantar! Rogers fazia a volta da sala com a sua bandeja. Muito preto e quente. Todo o grupo havia jantado bem. Estavam satisfeitos consigo e com a vida. Inesperada, inumana, penetrante Olharam em torno Quem estava falando? No mesmo instante, vindo de fora da sala, ouviu-se um grito e o baque de um corpo. Lombard foi o primeiro a mover-se. Saltou para a porta e abriu-a. Diante da soleira jazia um corpo dobrado sobre si mesmo, que era a Sra.

Juntos, ergueram a mulher e trouxeram-na para a sala. Exclamou Vera: — Que fala foi essa? Quem era ele? Vergavam-lhe os ombros. Derepente, parecia dez anos mais velho. Em ambas as suas faces havia uma pequena mancha de vermelho vivo. Mais uma vez, foi Lombard o primeiro a agir. Entregue a mulher desfalecida aos cuidados de Armstrong, ficou livre para tomar a iniciativa.

Quem foi? Como os do juiz, os olhos de Lombard percorreram lentamente toda a sala. Com um gesto vivo, apanhou o trinco e abriu a porta de chofre. Lombard obedeceu. Armstrong observou: — Uma brincadeira indecorosa e desalmada, diria eu. O doutor olhou admirado para ele. Quem diabo botou esse disco a rodar? Rogers acabava de entrar com um copo de conhaque.

Miss Brent estava curvada sobre a figura gemebunda da Sra. Rogers insinuou-se jeitosamente entre as duas mulheres. Tudo bem, ouviu? A Sra. Rogers respirava convulsivamente. A voz de Rogers era premente. Foi o choque, apenas. Rogers colocara-o em cima de uma mesinha. Ela bebeu, engasgando-se um pouco. A aguardente reanimou-a. Eu gostaria de saber O mordomo olhou para o Juiz Wargrave e este voltou a tossir. Se soubesse, nunca teria feito isso.

Tinha um nome no disco Lombard fez sinal que sim. O disco chama-se O Canto do Cisne Alguma coisa deve ser feita. Depois volte aqui. Apoiada nos dois homens, a Sra. Rogers saiu tropegamente da sala. Saiu da sala e voltou instantes depois. O rapaz depositou cuidadosamente a sua carga. Os dois minutos seguintes foram passados em distribuir as bebidas.

Todos sentiam necessidade de um estimulante. Aceito um. Alguns dos homens tornaram a encher os seus copos. Momentos depois reapareceu Rogers. A sala transformou-se num tribunal improvisado.

Rogers olhou-o com espanto. Nunca o vi pessoalmente. A Regina Agency, de Plymouth. Dizia, pois, que foi contratado por carta. Assim fizemos. Tudo estava em ordem aqui. A despensa repleta e tudo muito bem arranjado. E ontem, pelo correio da tarde, recebi outra carta do Sr.

Dizia que ele e a Sra. Tirou-a do bolso e entregou-a ao juiz. Papel Ensign, o mais usado de todos. Anthony Marston postara-se ao lado de Blore e lia por cima do ombro deste. Supus que o nome fosse Ogden ou Oliver. Ogden, mas tenho plena certeza de que nunca encontrei ou fiz amizade com uma pessoa chamada Owen.

CS5460 DATASHEET PDF

E Não Sobrou Nenhum! – 6 motivos para ler o Caso dos 10 negrinhos

.

DREPANOCITOSIS TRATAMIENTO PDF

O Caso dos Dez Negrinhos – Agatha Christie

.

Related Articles